Blog do Itamar

Previdência dos militares será tratada separadamente

Com o objetivo de aprovar a reforma da previdência o mais rápido possível, a equipe do ministro da economia Paulo Guedes, pretende incluir os militares na pauta. Entretanto, o que é defendido pelo Palácio do Planalto foge das ideias do novo governo e segue o ideal defendido pela equipe do ex-presidente Michel Temer:  que os militares têm de ter um capítulo à parte, com mudanças por meio de projeto de lei complementar.

Na época do governo Temer, os militares pressionaram para ficar de fora da reforma da Previdência e conseguiram convencer o então presidente. Depois, aceitaram dar o que chamavam de “contribuições” para reduzir o déficit previdenciário deles. Entre as contribuições, estava fixar uma idade mínima e acabar com a integralidade do benefício na aposentadoria.

Facebook
Facebook
TWITTER
Instagram

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *