Blog do Itamar

Brasil: Um manicômio dominado pelos pacientes

Resultado de imagem para loucos bolsonaroO Lula disse que o Brasil está sendo governado por um bando de malucos. Exagero, claro. É difícil associar o que acontece no Brasil hoje com qualquer atividade que lembre o verbo “governar”. A mesma coisa com o termo “bando”, que, bem ou mal, evoca algum tipo de organização. Lula também exagerou ao chamar de “malucos” os que se aproveitam da confusão para promover seus projetos políticos pessoais, e que de loucos não têm nada. No mais, o Lula tem razão.

A alusão mais precisa que Lula, talvez, procurasse para nossa situação seria a do manicômio dominado pelos pacientes. Este sentimento de um país à deriva, sem entender seu governo e sem entender a si mesmo, é — imagina-se — quase total, mesmo entre os que bolsonaram e esperavam em vão que o “mito” começasse a atuar, nem que fosse só na escolha de um ministério menos exótico.

Um bando de malucos se apossando da administração deixa o país tremebundo, mas institucionalmente de pé. Maluco se revoltando contra a instituição é outra coisa, mais grave. Não fica nem uma caneca de pé.

Os generais que ganharam uma nação de graça, sem necessidade de disfarçar farda com terno ou tanque com discurso, estão achando difícil a convivência com civis, chame-se Olavo ou não. Descobrem como eram melhores as revoluções clássicas, com tropas nas ruas. Mas os militares não podem se queixar muito. Se a eleição do Bolsonaro provou alguma coisa — e provou várias — é que boa parte de 60 milhões de eleitores do país não deu a menor bola para o passado e os crimes das Forças Armadas brasileiras nos 20 anos da ditadura que o candidato vencedor diz que nunca aconteceu. Luís Fernando Veríssimo

Facebook
Facebook
TWITTER
Instagram

Um comentário sobre “Brasil: Um manicômio dominado pelos pacientes

  1. Paulo vinício duarte

    Bom seria um país governado por corruptos e ladrões. Os últimos mandatos representaram bem um governo ” Bandido “. O atual fez em 5 meses o que os partidos anteriores não fizeram em 16 anos. Revisão de contratos superfaturados, redução de homicídios proporcionalmente aos anos anteriores, atendimento aos anseios da população quanto ao porte de armas ( referendo não respeitado pelo senhor Luiz Inácio Lula da Silva), ministérios predominantemente técnicos, reforma da previdência em pauta, alinhamento com os estados unidos e com o estado de Israel, uma parcela a mais para o programa bolsa família, pacote anticrime do ministro Sérgio Moro, popularidade em alta, etc. O que mais o brasileiro quer? São 5 meses de governo, não tem como resolver todos os problemas do país no primeiro ano de governo. A mídia esquerdista brasileira está desesperada e podem ficar mais. Muito provavelmente, com 5 meses de governo, ele já está reeleito no próximo pleito eleitoral.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *