Paulo Câmara se irrita com cobrança de Companhia Independente da Polícia Militar para São José do Egito

A visita do governador Paulo Câmara ao Sertão do Pajeú na última sexta-feira(05) não só foi marcada pelo vexame que passou na festa dos 103 de Louro e 100 anos de Zé Catôta, em São José do Egito, onde se deparou com um protesto de egipcienses insatisfeitos com o governo Temer. Na ocasião, Câmara foi chamando de golpista.

Ainda na visita a região, o governador teve um episódio de irritação. Procurado pelo advogado Cleonildo Lopes da Silva (Painho) para falar sobre a construção de uma Companhia Independente da Polícia Militar em São José do Egito, o governador afirmou que a princípio iria apenas reforçar o policiamento na sub-unidade.

O advogado não gostou e solicitou a construção do prédio, alegando que os recursos o deputado federal Gonzaga Patriota destinaria, através de emenda. Há informações de que o clima esquentou entre o governador e o advogado egipciense que não saiu satisfeito. A vinda do socialista a região, ao que parece não foi no momento certo…