Get Adobe Flash player

Temer sem derrotas até agora

A busca por reformas, o presidente Temer obteve, ontem, mais uma vitória no Congresso: depois de mais de oito horas de sessão, a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou, por 14 votos a 11, o relatório de Ricardo Ferraço (PSDB-ES) sobre a reforma trabalhista, favorável ao projeto.

Após aprovarem o texto-base, os senadores rejeitaram todas as sugestões de alteração ao texto original. Com a aprovação, o texto segue para análise das comissões de Assuntos Sociais (CAS) e de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado antes de ir à votação em plenário.

Em Belo Jardim, Luiz Carlos e Hélio polarizam eleição

A cidade de Belo Jardim tem três candidatos a prefeitura municipal, na eleição suplentar que acontece no dia 02 de julho: Luiz Carlos (PSB), Hélio dos Terrenos (PTB) e Gilvando Estrela (PV), mas a eleição está polarizada entre Luiz Carlos e Hélio dos Terrenos.

Luiz Carlos foi eleito vice-prefeito na chapa encabeçada pelo ex-prefeito João Mendonça (PSB) que perdeu o mandato por decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que também o tornou inelegível em razão de condenação por improbidade administrativa.

O nome de Luiz Carlos foi o que ais agradou João para substituí-lo no Paço Municipal, já que foi vice-prefeito e conhece a realidade do município. Já Hélio dos Terrenos foi candidato a prefeito em 2016 pela oposição, ficando na segunda colocação. O petebista é apoiado pelo ex-prefeito, Cecílio Galvão. O candidato Gilvando é apoiado por Mendoça Filho.

Sete em cada dez homicídios no Brasil foram com armas de fogo

armadoAs armas de fogo são “um personagem central” nos números sobre homicídios no Brasil, avaliou hoje (5) o pesquisador Daniel Cerqueira, durante o lançamento do Atlas da Violência 2017. No estudo, o Instituto de Pesquisa Econômica e Aplicada (Ipea) e o Fórum Brasileiro de Segurança Pública analisam dados de 2015 e informam que 71,9% dos 59 mil homicídios registrados no país naquele ano foram cometidos com armas de fogo.

Maior usina solar do país começa a operar no interior da Bahia

IMG_4800Começou a operar nesta segunda-feira a maior instalação de energia solar do Brasil. O parque solar Lapa, em Bom Jesus da Lapa, no nordeste da Bahia, é capaz de atender às necessidades de consumo de energia de 166 mil famílias por ano. A Enel Green Power no Brasil estima em R$ 630 milhões os investimentos na usina.

Ladrões assaltam seguradora no Centro de Belo Jardim

Uma loja que tem como atividade varejo de motocicletas e motonetas novas, localizada no centro de Belo Jardim, foi alvo de assaltantes no final da manhã desta terça-feira (05). Segundo a proprietária Fácil Fácil Seguros e Consórcios, os criminosos invadiram o local por volta das 12h e armados de revólver levaram todo dinheiro do caixa. No local se faz recebimento de contas e boletos bancários, além de trabalhar também com empréstimo consignado.

Programação da Expoagro não agrada a muitos afogadeses

A programação da Expoagro 2017 e da festa de emancipação política de Afogados da Ingazeira não agradaram, pelos menos aos internautas que se manifestaram em redes sociais. Além de reclamarem da falta de valorização dos artistas da terra, internautas lamentaram a falta de nomes de destaque nacional. Ao longo dos anos, a Expoagro ganhou grande proporções e cada edição gera grande expectativa em torno do anúncio das atrações. Em meio à crise, o prefeito Zé Patriota apresentou o topo das condições do municícipio, o que dificilmente será compreendido. A festa terá início no dia 28 com atração voltada para o público evangélico.

Três perguntas a LUCINHA AMARAL vencedora do I Festival de Música do Pajeú

A imagem pode conter: 1 pessoa, em péBI – Qual a importância da música na sua vida?

LUCINHA – A música é um alimento para a alma. Sempre que estamos vivenciando algum momento na vida, seja bom ou ruim, podemos nos deleitar e nos refugiar no universo da música. É como diz o velho e sábio ditado: “quem canta, seus males espanta”… !! A arte em todas as suas manifestações tem esse dom de nos fazer desopilar a mente. E quanto a minha referência na música, posso ressaltar que tenho um pouco de influência por parte do meu pai, Reginaldo, o qual foi cantador repentista, que de uma forma ou de outra está inserido nessa arte, mesmo que timidamente, convivendo e respirando com o soar das notas musicais. Eu costumo dizer que não fui eu quem escolheu a música​, eu quem fui escolhida, porque foi Deus quem me presenteou com tal habilidade para que eu possa sair mundo a fora, externando o meu canto e levando emoção para as pessoas que me escutam. Isso para mim não tem preço… tem valor!!

BI – Você esperava ser a grande vencedora do I Festival de Música do Pajeú?

LUCINHA – Bem, acredito que todos que se propuseram participar do festival esperavam vencer. Porém, eu sempre fui muito pé no chão… Sabia que tinha “em mãos” obras de arte, que eram as músicas: NÃO VEM de Thyelle Dias de Livramento na Paraíba e SINAL VERMELHO de Lenelson Piancó de Itapetim. Mas, eu estava ciente que era necessário focar e fazer um bom trabalho para alcançar a meta. Em momento algum desviei do foco. Como todos viram, a música SINAL VERMELHO foi a vencedora, música essa de qualidade ímpar, assim como a NÃO VEM de Thyelle. Não​ venci com uma, mas venci com a outra, ambas são vencedoras, na minha opinião. Porque dei o melhor de mim e imprimi a mesma força de vontade de vencer nas duas interpretações. Fui esperando vencer porque estava confiante no meu e no trabalho magnífico dos músicos que estavam me acompanhando.

BI – Quais são os seus projetos para o futuro da grande vencedora do I FEMPA?

LUCINHA – Como vencedora de um festival que contempla toda a dimensão Pajeuzeira, espero primeiramente que a música seja valorizada, a começar pela nossa cidade​ pólo: Afogados da Ingazeira. Bem como em toda a região. Espero sim que surjam oportunidades e apoio de gravar CD, contratos, shows, participar de festas grandes no porte da Expoagro, enfim, espero que os “fazedores” de cultura não façam vista grossa para nós artistas da música. Que não nos vejam apenas como aqueles indivíduos que proporcionam lazer e por isso não nos enxergam como profissionais. Nós somos profissionais sim, temos contas e compromissos a cumprir, portanto, merecemos apoio cultural e reconhecimento financeiro.

Mudança no trânsito aos sábados melhora fluxo de veículos em Afogados da Ingazeira

A Polícia Militar juntamente com a Prefeitura de Afogados da Ingazeira tomaram a decisão de alterar o trânsito de veículos em algumas vias da cidade paralelas a feira livre, aos sábados.

A Rua Henrique Dias (foto) ficou com mão única, dando um alívio aos motoristas que agora podem trafegar livremente. A iniciativa acabou de vez os congestionamentos causados em dia de feira na cidade, quando o número de veículos e transeuntes aumentam.

Afogados: Buracos ressurgem um dia após serem tapados

A Secretaria de Obras sequer terminou de tapar um buraco, sexta-feira (02), na Rua Aparício Véras, Centro de Afogados da Ingazeira, uma nova cratera surgiu perto do remendo. O curto período de tempo para apresentação de um novo problema pode levar a população a questionar a qualidade e eficácia do serviço. Um cavalete foi colocado para sinalizar o buraco, deixando a sofrida rua Santo Antonio fechada, sem espaço para os veículos passarem.

Fumar mata mais de sete milhões de pessoas por ano

size_590_fumar-cigarro-pretoFumar mata mais de sete milhões de pessoas por ano, afirmou a Organização Mundial da Saúde (OMS) em 31 de maio, Dia Mundial Sem Tabaco. Segundo a agência das Nações Unidas, perdas de produtividade no trabalho e despesas de saúde associadas ao consumo de tabaco chegam a 1,4 trilhão de dólares anuais.

Em 2017, o organismo da ONU chama atenção também para o impacto que o hábito de fumar tem sobre o meio ambiente e as desigualdades de renda – e consequentemente sobre o desenvolvimento socioeconômico.

De acordo com a OMS, os resíduos do tabaco contêm mais de sete mil substâncias químicas tóxicas que contaminam a natureza, sendo algumas delas cancerígenas para humanos. Cerca de 10 bilhões – dos 15 bilhões de cigarros vendidos diariamente no mundo – são descartados no meio ambiente.

Ví Por Aí…

 Na Avenida Artur Padilha, Centro dos Afogados, Nosso Olheiro Andarilho se deparou com um vira lata amuntado em uma carroça de burro. O bicho é mermo o mió amigo do homi!

teste

CHDJEM

Contato: (87) 99608-5966

RESTAURANTE O MATUTO

"O SENHOR é meu pastor e nada me faltará"

Damol

Fale Conosco

Eletro Petro Motos

Jornal O Binóculo

WJ Fotografias