POETA AFOGADENSE LAMENTA HOMENAGEM DO MINISTÉRIO DA EDUCAÇÃO A PABLO VITTAR

Resultado de imagem para MOMENTO LITERÁRIO

Pablo Vittar ele ou ela?
Foi em Brasília aclamada,
Pelo Ministro Mendonça
Filho, sem filho é sem nada,
Enquanto uma professora
De minas morreu queimada.

Isto sim! Morreu queimada…
Em Janaúba à cidade.
Salvando alunos do fogo,
Mediante a crueldade,
De um segurança bandido
Que os queimou sem piedade.

Cospem na dignidade,
Nossa moral foi ao chão,
Querem manchar à família
Cuspindo na tradição.
Coroando um rei sem trono
No lar da educação.

Paulo Freire o que é então?
Um ser sem biografia…
Talvez de linguagem esdrúxula;
Pablo é quem tem maestria,
Com gritos desafinados
Dando voz a putaria.

Vivemos na putaria
Esse é o termo adequado.
Não falo de homofobia,
Nem discrimino o legado,
Só acho que estão querendo
Transformar certo em errado.

Nesse mundo envenenado
Um grito de horror desponta,
A Seta do bem trocaram
Só pra o lado ruim aponta,
Matando os nossos valores
Pro ódio tomar de conta.

RUBENS DO VALE – É FILHO DO SAUDOSO JOÃO PARAIBANO