Professores de Santa Cruz da Baixa Verde podem decretar greve

Resultado de imagem para piso nacionalOs professores da rede municipal de ensino, de Santa Cruz da Baixa Verde, ameaçam paralisar as atividades. Descontentes com o atraso no reajuste salarial, os funcionários marcaram para a próxima quarta-feira (21), uma reunião com o prefeito, Tácio Bezerra para decidir se a greve será decretada.

De acordo com o vereador, João Batista Tomé Elói, o Professor Dãozinho (PR), os professores aguardam o repasse da diferença salarial do piso anunciado pelo Ministério da Educação (MEC), o que seria um acúmulo de 21 (vinte e um meses). 

“Esse é mais um problema que encontramos no município, porque todo professor tem direito ao piso nacional, é uma lei e tem que ser pago pelas prefeituras. Em 2017, nós não recebemos nenhum mês com o piso, tivemos reuniões com o prefeito, foi prometido, mas não foi cumprido, há uma insatisfação por parte dos professores e se não for pago, a rede municipal poderá entrar em greve”, finalizou.